Sausalito, in memoriam

Mauricio Saraiva Belles/'Casa del Deporte' de I. Municipalidad de Viña de l Mar

Mauricio Saravia Belles/’Casa del Deporte’ de I. Municipalidad de Viña de l Mar

O estádio onde Pelé e Garrincha iniciaram a campanha do bi mundial foi abaixo. Acabou de ser demolido o histórico Sausalito, sede do Brasil na Copa de 1962. Em seu lugar será erguida uma nova arena padrão Fifa, esta para o Chile receber a Copa América de 2015 e o próximo Mundial sub-17, em Viña del Mar.

No Sausalito, a seleção disputou quatro partidas em 62. Vitórias contra México e Espanha e empate ante a Tchecoslováquia na primeira fase. Nas quartas, bateu a Inglaterra. Erguido em 1929, o estádio tinha capacidade para 18 mil pessoas, mas há relatos de 30 mil num jogo em 1976 entre o local Everton e o Colo-colo.

A reforma era inevitável, com ou sem Copa América. Parte da estrutura ficou abalada pelo fortíssimo terremoto de 2010. Com uma extensa rachadura, um setor inteiro da arquibancada estava interditado, o que limitou o público a 7 mil.

Anfitrião também da Copa América de 91, o Sausalito é a casa do Everton, clube de Viña com uniforme similar ao do Boca Juniors. Subiu no ano passado à primeira divisão. Teve seus dias de glória. Chegou à Libertadores quando passou por lá o argentino Miralles, ex-Grêmio e Santos.

O novo Sausalito poderá receber até 23 mil torcedores. Custará cerca de R$ 49 milhões, miudeza comparado aos gastos das arenas tupiniquins para 2014. Deve terminar no meio do próximo ano. De dar mais inveja é a transparência no detalhamento das despesas. Confira. Abaixo, um vídeo mostra como ficará.

Localizado à margem da lagoa que dá nome ao estádio, o Sausalito se encaixa num cenário bucólico. No alto de um morro, em meio a vegetação exuberante. Céu sempre azul, chuva em Viña del Mar é raridade.

Além de toda a história, tenho apreço especial por este estádio. Meu irmão morou anos em Viña e em uma das visitas, em dezembro passado, assisti a um jogo do Everton. Justamente no ano do cinquentenário do bicampeonato mundial. Primeira e única vez no Sausalito tal qual era em 62.

Deixará saudades.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Todas as fotos foram cedidas por “Casa del Deporte” de I. Municipalidad de Viña del Mar e são de autoria de Mauricio Saravia Belles.

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER 

Organizadas contra Marin

protesto53

Cena rara. Juntos, corintianos, palmeirenses, santistas, são-paulinos, gremistas, colorados e afins. Rivais nas arquibancadas, torcedores empunharam hoje a mesma bandeira nas ruas de SP. Com instrumentos e faixas, como nos estádios, 30 manifestantes interditaram duas faixas da Avenida Paulista nesta tarde em marcha de protesto contra o presidente da CBF, José Maria Marin, também conhecido como “Zé Medalha”. Acompanhamos.

PROTESTO51_90

Organizada pela Frente Nacional dos Torcedores (FNT), a passeata saiu do vão do Masp por volta das 15h30 e seguiu em direção à residência do cartola, nos Jardins. No trecho da rua Padre João Manuel em frente à moradia do alvo picharam “fora Marin, filho da ditadura” no asfalto. O movimento reivindica troca do comando da entidade e cobra uma regulamentação esportiva decente (e cadeia a quem furta medalhas, esta por minha conta).

protesto50

protesto 11_9090909 PROTESTO 8_90909 PROTESTO 9, 9090

FORAMARINPALMEIRAS_70

CURTA NO FACEBOOK

 

Marin na mira

Imagem

Em tempos de causas nobres, a Frente Nacional dos Torcedores (FNT-SP), organização em defesa da classe, marcou para o próximo sábado (29) protesto contra o presidente da CBF, José Maria Marin. Já realizado em outras capitais,  o ato “Fora Marin! Regulamentação Desportiva Já!” está sendo divulgado pelo Facebook. A concentração foi marcada para as 15h, no vão do Masp.

Imagem

Marin encontra-se sob a mira do governo federal. É alvo de pressão para deixar o cargo que acumula de presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo. Articula-se também no Planalto o desgaste do dirigente a fim impedir que, em 2014, sua chapa vença o pleito na CBF. De repente, acordaram.

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Fiel blinda Itaquerão

GAVIÕESGAVAIOES90090000000

Começaram nesta quinta-feira (20) nas páginas das principais torcidas do Corinthians (Gaviões da Fiel, Camisa 12, Estopim, Pavilhão 9 e outras) no Facebook os pedidos para que os fãs defendessem a Arena Corinthians.  O aviso acima foi postado por volta das 21h da quinta na página da Gaviões. Segue um exemplo das mensagens. Cortei os palavrões:

“SE PRECISO FOR DEFENDEREMOS A ARENA COM NOSSAS VIDAS AFINAL DE CONTAS PRA CADA MIL DELES SÓ PRECISAMOS DE 100 NOSSOS PORQUE SOMOS GUERREIROS ENQUANTO ESSES OTÁRIOS ESTÃO NAS RUAS SEM NEM SABER PORQUE E O PIOR CAUSANDO TRANSTORNO E SAQUEANDO TRABALHADORES E QUERENDO DESTRUIR PATRIMÔNIO PRIVADO QUE É O CASO DA NOSSA ARENA. ( PENSEM BEM ANTES DE TENTAR ZUAR NOSSA ARENA PORQUE O FINAL VOCÊS JÁ SABEM ANTIS) PELO CORINTHIANS ATÉ O FIM.”

Por volta das 15h desta sexta cerca de 3000 corintianos estavam de prontidão no entorno da construção. Por volta das 21h começaram a dispersar. Entre os alvos das manifestações estão os gastos nas construções dessas arenas. Abaixo uma das mensagens também espalhadas pelas redes sociais.

ITAQUERÃOITAQUERÃO9090909090990909090

E circula no Facebook da Gaviões outra convocação. Desta vez para a próxima quinta-feira, 4 de julho (veja abaixo).

GAVIOES

Discordar dos investimentos bilionários nos estádios e da falta dos mesmos em serviços essenciais é válido, mas derrubar o que já foi erguido é barbárie.

No Paraná o clima esquentou. Houve confronto nesta sexta (21) durante manifestação nos arredores da Arena da Baixada, igualmente em reforma para a Copa. No sábado (22), a diretoria do clube divulgou nota oficial agradecendo a participação da organizada Os Fanáticos e classificou o ato como “atrasado”.

Reprodução do Twitter: torcedores da Os Fanáticos

Reprodução do Twitter: torcedores da Os Fanáticos

Não sou contra os protestos. Não os considero atrasados. Acho absurdo o montante gasto nos estádios. Mas depredar só vai gerar novas despesas.

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Copa das Manifestações

Imagem

Fotos de Tomaz Silva/Agência Brasil

Nos anos 70, a frase “o futebol é o ópio do povo” estava em voga. O escrete de Pelé e Cia era um entorpecente eficaz em anos de chumbo. Veio a democracia. Ficou a alienação. Mas nos últimos dias, inesperadamente, o futebol serviu a uma causa nobre. Não que tenha deixado de alienar (ainda não chegamos a tanto), todavia desencadeou efeito inverso, a ponto de o megaevento Fifa ter se tornado também a “Copa das Manifestações”.

Protestos por todo país. Quase 150 mil em 11 capitais. Com excessos – vandalismo e violência policial. “São efeitos colaterais”, disse um coronel em entrevista. Prefiro dizer que nunca se ganhou guerra alguma com bofetadas de luva branca. O cavalheirismo funciona quando há somente cidadãos de bem de ambos os lados, quando não, as medidas tendem a ser outras.

Governo, Fifa e CBF ergueram a guarda nesta segunda (18). Criticaram o uso da Copa por “ativistas” e alertou: “não irá tolerar” movimentos que afetem o evento. Tarde demais. Se não afetou jogos, as vaias na estreia da seleção comandada pelo entusiasta de Pinochet deram outro tom à festa. Vale salientar que a vozearia no Mané Garrincha partiu da parcela que topou pagar caro pelo programa. Ou seja, em princípio não eram do contra.

Apostam políticos e executivos no arrefecimento dos protestos. Torcem declaradamente para que o avanço da equipe de Felipão traga de volta o ópio de outrora. Não creio. Na medida em que o Brasil ganhar, ganharão força também os protestos, pode pagar pra ver.

Pois na reta final serão multiplicados os holofotes voltados às mi(bi)lionárias arenas, cenário ainda mais atraente aos tais “ativistas”. Quanto maior o público, maior o eco de suas demandas, sejam elas ligadas aos gastos das Copas, ao aumento das tarifas de ônibus ou à PEC que tolhe o Ministério Público.

Arenas, aliás, retratos fieis do Brasil. Luxuosas por dentro, paupérrimas na periferia. Contraste forte, quem diria, a ponto de despertar do torpor gente que herdou toda aquela alienação cultivada nos anos de chumbo.

Imagem

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Senta! Agora finge de morto

Imagem

Foto: Portal da Copa

A um dia do início da Copa das Confederações, restam 120.111 dos 859.287 ingressos. Há entradas para 10 das 16 partidas. Apenas a final, os jogos do Brasil na fase de grupos, México x Itália e Espanha x Uruguai estão lotados. Como era previsto, a peleja que eu mais queria ver (não poderei) atraiu menos interesse: Taiti x Nigéria. Restam 36.134 bilhetes.

Aos 739.176 que compraram ingressos, o governo do DF lançou nesta sexta (14) um Guia do Torcedor. Sempre há idiotices nessas cartilhas. Nesta pedem para não levar animais ao estádio. Jura? Outra, já esperada, é assistir às partidas sentadinho. Sobre xingar o juiz e levar caxirolas (agora tem aplicativo de celular que imita o barulho) não falaram nada. Surpresa, pois a Fifa proíbe ambos.

Confira as recomendações do guia e clique aqui se quiser ver a tabela.

Chegue cedo
Os portões serão abertos às 12h, quatro horas antes do pontapé inicial, marcado para as 16h. Chegando com antecedência, o torcedor evita filas e pode prestigiar a cerimônia de abertura, que será às 14h25.

Quanto menos “bagagem”, melhor
Para garantir a segurança de todos, serão realizadas revistas por meio de 104 aparelhos de scanner instalados nas entradas. Por isso, a dica é levar apenas objetos necessários e deixar bolsas e mochilas em casa. Quanto menos bagagem, menos tempo na vistoria e mais tempo de festa.

Alimentos e bebidas
Não será permitida a entrada de comidas e de bebidas, com ou sem álcool, exceto alimentos para crianças e diabéticos, desde que comprovada a necessidade. As lanchonetes e bares do estádio estarão funcionando. Outra dica: jogue o lixo (embalagens, descartáveis e recipientes vazios) nas lixeiras. Assim você estará ajudando a manter o estádio limpo.

Objetos proibidos
Não será permitida a entrada com os seguintes objetos: armas ou objetos cortantes, latas, garrafas, substâncias inflamáveis, mastros de bandeiras, instrumentos de som (buzinas, caxirolas, megafones, tambores, vuvuzelas, entre outros), fogos de artifício e sinalizadores, além de guarda-chuvas. O que for recolhido não será devolvido ao torcedor.

Caneta de laser
Dispositivos que produzam raio laser e pontos de iluminação direta ou similares são proibidos, pois podem atrapalhar o andamento do jogo.

Câmeras fotográficas
Câmeras com lentes cambiáveis (como as utilizadas pelos profissionais) com acessórios para gravação de som e imagem de qualquer tipo com objetivo profissional, só com autorização prévia. As de uso amador estão liberadas.

Animais
Será proibido o acesso de cães ao estádio, exceto cão-guia, devidamente adestrado.

Assentos
Os lugares no estádio são marcados e setorizados. Fique atento ao setor e à numeração de sua cadeira em seu ingresso. Não é permitido mudar de lugar. O estádio não tem ponto cego. E para não atrapalhar a visão de quem está perto de você, assista ao jogo sentado.

Dicas ao torcedor:

1. Não ofenda, perturbe ou coloque em perigo outros torcedores;

2. Confira no ingresso o número do seu assento e ocupe o lugar marcado;

3. Mantenha livres todas as escadas de acesso e saídas de emergência;

4. Jogue o lixo, embalagens e recipientes vazios nos locais adequados;

5. Não fume dentro do estádio;

6. Não acesse o campo ou lance objetos na direção dos jogadores;

7. Assista ao jogo sentado para não atrapalhar a visão dos demais espectadores;

8. Não provoque, ameace ou discrimine as outras pessoas;

9. Não comercialize ou compre ingressos de cambistas;

10. Aproveite o jogo e faça a festa com segurança!

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Adiós, San Mamés

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ah, o “progresso”…Nesta segunda (10) começou a ser demolido o centenário San Mamés, estádio do Athletic Bilbao, inaugurado em 21/08/1913. No lugar da Catedral, como era conhecido, será erguida uma dessas novas arenas, a San Mamés Barria, com capacidade para 55 mil. O site do clube postou 51 fotos do início da derrubada, prevista para terminar em agosto. Selecionei algumas.

Clube de personalidade. Não aceita estrangeiros. Nisso inclui o resto da Espanha. Só bascos no time. Ainda assim, junto com Barcelona e Real Madrid, compõe o trio espanhol jamais rebaixado. No último jogo do San Mamés, dia 26 de maio, o Bilbao perdeu por 1 a 0 do Zaragoza. Não era mesmo dia de comemoração.

Abaixo, uma simulação em 3D do novo estádio.

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

A privatização do Pacaembu

Santos 1 x 1 São Caetano - Paulista 2013 - 04-04 025

No que depender da vontade do secretário municipal de Esportes de São Paulo, Celso Jatene, o estádio do Pacaembu deixará de ser patrimônio público. Nesta segunda (10) o político anunciou ter sido autorizado pelo prefeito Fernando Haddad (PT) a abrir licitação de R$ 350 milhões à iniciativa privada.

Segundo informou o blog do jornalista Diego Zanchetta, do Estadão, o objetivo é transformar o estádio em arena multiuso para shows e eventos esportivos. “Não queremos gastar dinheiro público na transformação”, disse ao jornal. “A licitação tem de estar ‘na rua’ até o final do ano”, acrescentou.

O secretário adiantou o interesse de duas empresas em administrar o espaço. “Para shows e apresentações, como o de lutas do UFC, o Pacaembu pode ser muito atraente.”

Com as iminentes conclusões das arenas corintiana e palmeirense, o Paulo Machado de Carvalho, cujo custo de manutenção gira em torno de R$ 11 milhões anuais, tende realmente a cair em desuso. Daí a fechar a torneira concedendo o patrimônio a uma empresa é outro papo.

Tal qual ocorreu – e ainda se desenrola – com o Maracanã, o assunto pressupõe desdobramentos ruidosos. A Associação Viva Pacaembu se manifestou contrária. Segundo Jatene, a comunidade participará (atente ao tempo verbal) dos debates. O fundamental, no entanto, é saber se, além de opinar, terá poder de decisão.

Vereador do PTB licenciado em São Paulo – reeleito para o quarto mandato seguido -, Jatene é conselheiro efetivo do Santos Futebol Clube desde 1986. É também uma espécie de padrinho da Torcida Jovem, a maior organizada santista. Com frequência, patrocina faixas de plástico com seu nome.

Mas o que isso tem a ver? Tem que há pelo menos três meses o político fala informalmente pelos corredores santistas acerca da intenção de privatizar o Pacaembu. Confidenciou também a preocupação com o fato de a Portuguesa ter demonstrado, em princípio, mais interesse do que o seu alvinegro. Contou inclusive que a Lusa cogitou colocar o Canindé no negócio.

No Santos, o presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro comenta abertamente a respeito do desejo de fazer do Pacaembu a segunda casa do time. Logo, não surpreenderia se o Santos entrasse na transação, provavelmente em parceria com uma grande empresa.

Enfim, parece claro que a proposta tornou-se pública num estágio um tanto avançado. “Pôr a licitação ‘na rua’ até o fim do ano”, frisou o secretário, sem esconder pressa. Porém, se existe de fato vontade de incluir a comunidade na discussão, deveria a pauta, e não a licitação, ter ido à rua com urgência.

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Corinthians x Boca já tem 26 mil ingressos “carimbados”

Corinthians x São Bernardo - Paulista 2013 - 7-04 071

O Corinthians deve divulgar amanhã em seu site o esquema de venda de ingressos para o jogo de volta contra o Boca Juniors, dia 15 de maio, no Pacaembu, pelas oitavas de final da Libertadores. Ao Futebol de Campo, o gerente de arrecadação do alvinegro, Lucio Blanco, afirmou nesta tarde que cerca de 26 mil entradas já estão reservadas aos torcedores que fizeram a troca pelo tíquete da partida contra o Millonarios, realizada com portões fechados.

Com isso, segundo Blanco, sobrariam cerca de 9 mil, incluindo a parcela reservada aos patrocinadores da Conmebol. O restante será posto à venda com exclusividade, por 24 horas, aos associados do Fiel Torcedor. Se houver sobra, o que é praticamente impossível, a negociação será estendida aos demais interessados.

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Amor à camisa

IMG_1153[1]

Dica do blog Fut Pop Clube. Em parceria com o site Minhas Camisas, o Museu do Futebol realizou neste sábado a nona edição do Encontro de Colecionadores de Camisas de Futebol. Reunião de caçadores de relíquias. Além de exposição, o evento é uma espécie de balcão de negócios, sobretudo trocas. Boa parte das peças, no entanto, é inegociável.

IMG_1159[1]

Hamilton Kuniochi coleciona só camisas do Juventus. Tem umas 80 e alimenta um blog temático, o Manto Juventino. Entre as expostas no encontro, uma envergada por Brida em torneio na Grécia, em 1972. Autografada. É a que ele mostra na mão direita. Abaixo, uma 15 do título da Taça de Prata de 83.

Camisa antiga do Juventus

Mário Gonçalves levou sua seleção uruguaia. Destaco a do Tacuarembó FC, único interiorano na primeira divisão do país. Atente ao desenho de Carlos Gardel. Tacuarembó teria sido a terra natal do cantor, orgulho da cidade. Teria, digo, pois Toulouse igualmente o reivindica como filho ilustre.

Gonçalves exibiu também uma do River Plate de Montevidéu. Dos anos 80, comprada em Tristán Narvaja, feirinha de antiguidades montada aos domingos na capital uruguaia. O clube ainda não costurava o distintivo à frente, como nos primórdios do futebol. Apenas numerões azuis na parte de trás.

IMG_1160[1]

Esta 10 a seguir era do mestre Dicá. Diferente, com número no canto, e não sobre a faixa. Pertencia à coleção do ex-árbitro Dulcídio Wanderley Boschilia, aquele valentão. Hoje é de José Nudelman, dono também de umas 100 do Corinthians, entre elas uma outra 10 histórica, vestida por Neto em 89.

camisa antiga da Ponte Preta

Foi parar no Peru este agasalho canarinho. Topper, modelo oficial de 86 a 89. Um jornalista andino ganhou de Bebeto. Mas, pela bagatela de R$ 600,Vinicius Ranciaro o resgatou. O colecionador mostrou também uma nova da França, com dedicatória ao irmão Pedro, assinada pelo elenco atual.

IMG_1154[1]IMG_7134

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: