Sausalito, in memoriam

Mauricio Saraiva Belles/'Casa del Deporte' de I. Municipalidad de Viña de l Mar

Mauricio Saravia Belles/’Casa del Deporte’ de I. Municipalidad de Viña de l Mar

O estádio onde Pelé e Garrincha iniciaram a campanha do bi mundial foi abaixo. Acabou de ser demolido o histórico Sausalito, sede do Brasil na Copa de 1962. Em seu lugar será erguida uma nova arena padrão Fifa, esta para o Chile receber a Copa América de 2015 e o próximo Mundial sub-17, em Viña del Mar.

No Sausalito, a seleção disputou quatro partidas em 62. Vitórias contra México e Espanha e empate ante a Tchecoslováquia na primeira fase. Nas quartas, bateu a Inglaterra. Erguido em 1929, o estádio tinha capacidade para 18 mil pessoas, mas há relatos de 30 mil num jogo em 1976 entre o local Everton e o Colo-colo.

A reforma era inevitável, com ou sem Copa América. Parte da estrutura ficou abalada pelo fortíssimo terremoto de 2010. Com uma extensa rachadura, um setor inteiro da arquibancada estava interditado, o que limitou o público a 7 mil.

Anfitrião também da Copa América de 91, o Sausalito é a casa do Everton, clube de Viña com uniforme similar ao do Boca Juniors. Subiu no ano passado à primeira divisão. Teve seus dias de glória. Chegou à Libertadores quando passou por lá o argentino Miralles, ex-Grêmio e Santos.

O novo Sausalito poderá receber até 23 mil torcedores. Custará cerca de R$ 49 milhões, miudeza comparado aos gastos das arenas tupiniquins para 2014. Deve terminar no meio do próximo ano. De dar mais inveja é a transparência no detalhamento das despesas. Confira. Abaixo, um vídeo mostra como ficará.

Localizado à margem da lagoa que dá nome ao estádio, o Sausalito se encaixa num cenário bucólico. No alto de um morro, em meio a vegetação exuberante. Céu sempre azul, chuva em Viña del Mar é raridade.

Além de toda a história, tenho apreço especial por este estádio. Meu irmão morou anos em Viña e em uma das visitas, em dezembro passado, assisti a um jogo do Everton. Justamente no ano do cinquentenário do bicampeonato mundial. Primeira e única vez no Sausalito tal qual era em 62.

Deixará saudades.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Todas as fotos foram cedidas por “Casa del Deporte” de I. Municipalidad de Viña del Mar e são de autoria de Mauricio Saravia Belles.

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER 

A Arte das Confederações

BRASIL ARTE DA COPA DAS CONFEDERAÇÕES

O projeto Arte das Confederações (já mostrado no IBWM) foi criado por um grupo de artistas modernos incumbidos de buscar inspiração em gênios da pintura e produzir um cartaz para cada uma das oito nações do torneio. Para o Brasil, país-sede, foi escolhida Tarsila do Amaral. Espanha e Itália elegeram Picasso e Leonardo da Vinci. As outras fontes selecionadas foram Utagawa Kuniyoshi (Japão), Joseph Amédokpo (Nigéria), Paul Gauguin (Tahiti), Carlos Páez Vilaró (Uruguai) e Jorge González Camarena (México).

JAPÃO ARTE COPA DAS CONFEDERAÇÕES ESPANHA ARTE COPA DAS CONFEDERAÇÕES ITALIA ARTE COPA DAS CONFEDERAÇÕES TAHITI COPA DAS CONFEDERAÇÕES MÉXICO COPA DAS CONFEDERAÇÕES URUGUAI COPA DAS CONFEDERAÇÕES nigéria copa das confederações

Mais informações em http://artoftheconfederations.tumblr.com/ .

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Neymar e os cães na Câmara

TORCIDA 3

E não há protesto que dê jeito. Durante o jogo do Brasil, não tinha quórum suficiente na Câmara dos Deputados nem para votar um simples requerimento de criação de uma comissão para acompanhar denúncias de maus-tratos a cães no estado do Pará. Segundo informações da Agência Brasil, uns 30 parlamentares transitavam entre o cafezinho, para espiar o jogo, e o plenário.

TORCIDA 4 TORCIDA 2 TORCIDA 1 TORCIDA 5

Brasil 2 x 0 México

Brasil 2 x 0 México

E o Brasil me lembrou o Santos. Joga a bola pro Neymar que ele resolve. Precisa evoluir taticamente se quiser encarar a Espanha. Créditos das fotos de Glauber Queiroz, do Portal da Copa.

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Copa das Manifestações

Imagem

Fotos de Tomaz Silva/Agência Brasil

Nos anos 70, a frase “o futebol é o ópio do povo” estava em voga. O escrete de Pelé e Cia era um entorpecente eficaz em anos de chumbo. Veio a democracia. Ficou a alienação. Mas nos últimos dias, inesperadamente, o futebol serviu a uma causa nobre. Não que tenha deixado de alienar (ainda não chegamos a tanto), todavia desencadeou efeito inverso, a ponto de o megaevento Fifa ter se tornado também a “Copa das Manifestações”.

Protestos por todo país. Quase 150 mil em 11 capitais. Com excessos – vandalismo e violência policial. “São efeitos colaterais”, disse um coronel em entrevista. Prefiro dizer que nunca se ganhou guerra alguma com bofetadas de luva branca. O cavalheirismo funciona quando há somente cidadãos de bem de ambos os lados, quando não, as medidas tendem a ser outras.

Governo, Fifa e CBF ergueram a guarda nesta segunda (18). Criticaram o uso da Copa por “ativistas” e alertou: “não irá tolerar” movimentos que afetem o evento. Tarde demais. Se não afetou jogos, as vaias na estreia da seleção comandada pelo entusiasta de Pinochet deram outro tom à festa. Vale salientar que a vozearia no Mané Garrincha partiu da parcela que topou pagar caro pelo programa. Ou seja, em princípio não eram do contra.

Apostam políticos e executivos no arrefecimento dos protestos. Torcem declaradamente para que o avanço da equipe de Felipão traga de volta o ópio de outrora. Não creio. Na medida em que o Brasil ganhar, ganharão força também os protestos, pode pagar pra ver.

Pois na reta final serão multiplicados os holofotes voltados às mi(bi)lionárias arenas, cenário ainda mais atraente aos tais “ativistas”. Quanto maior o público, maior o eco de suas demandas, sejam elas ligadas aos gastos das Copas, ao aumento das tarifas de ônibus ou à PEC que tolhe o Ministério Público.

Arenas, aliás, retratos fieis do Brasil. Luxuosas por dentro, paupérrimas na periferia. Contraste forte, quem diria, a ponto de despertar do torpor gente que herdou toda aquela alienação cultivada nos anos de chumbo.

Imagem

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Questões-chave

Imagem

Fotos de México x Itália, no Maracanã, de Tânia Rêgo/Agência Brasil

Solta a vinheta dos Trapalhões. Chovia na tarde deste domingo (16) no Recife. Para evitar atropelos, como recomenda a Fifa, torcedores saíram cedo de casa rumo à Arena Pernambuco. Não adiantou. O jogo entre Espanha e Uruguai começou às 19h, mas até as 17h funcionários não tinham as chaves para abrir os portões. Arrebentaram os cadeados com alicates.

MEXICO 4

Mais. Foram vendidos ingressos para cadeiras que não existem. Um grupo de 15 torcedores entrou no estádio e não conseguiu se sentar, pois os assentos não existiam. Lembra a letra de Vinicius. Cantem comigo uma versão:  “Era um estádio muito engraçado, não tinha cadeira, não tinha nada/…mas era feito com muito esmero, no país dos bobos…”

ImagemImagem

TOMAZ_SILVA_AGBRA_PARA NET

Fotos do protesto no Rio, no entorno do Maracanã, de Tomaz Silva/Agência Brasil

No Rio, antes da partida, outro dia de protestos contra as festas da Fifa. Ao menos seis manifestantes foram presos, entre os mil envolvidos, segundo a polícia. A 700 metros do Maracanã, a massa foi contida com bombas de efeito moral e gás lacrimogênio. A polícia alega que apreendeu seis artefatos explosivos com os manifestantes, como coquetéis molotov. Neste domingo não há notícia de feridos com gravidade.

PROTESTO 2 PARA WEB

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Senta! Agora finge de morto

Imagem

Foto: Portal da Copa

A um dia do início da Copa das Confederações, restam 120.111 dos 859.287 ingressos. Há entradas para 10 das 16 partidas. Apenas a final, os jogos do Brasil na fase de grupos, México x Itália e Espanha x Uruguai estão lotados. Como era previsto, a peleja que eu mais queria ver (não poderei) atraiu menos interesse: Taiti x Nigéria. Restam 36.134 bilhetes.

Aos 739.176 que compraram ingressos, o governo do DF lançou nesta sexta (14) um Guia do Torcedor. Sempre há idiotices nessas cartilhas. Nesta pedem para não levar animais ao estádio. Jura? Outra, já esperada, é assistir às partidas sentadinho. Sobre xingar o juiz e levar caxirolas (agora tem aplicativo de celular que imita o barulho) não falaram nada. Surpresa, pois a Fifa proíbe ambos.

Confira as recomendações do guia e clique aqui se quiser ver a tabela.

Chegue cedo
Os portões serão abertos às 12h, quatro horas antes do pontapé inicial, marcado para as 16h. Chegando com antecedência, o torcedor evita filas e pode prestigiar a cerimônia de abertura, que será às 14h25.

Quanto menos “bagagem”, melhor
Para garantir a segurança de todos, serão realizadas revistas por meio de 104 aparelhos de scanner instalados nas entradas. Por isso, a dica é levar apenas objetos necessários e deixar bolsas e mochilas em casa. Quanto menos bagagem, menos tempo na vistoria e mais tempo de festa.

Alimentos e bebidas
Não será permitida a entrada de comidas e de bebidas, com ou sem álcool, exceto alimentos para crianças e diabéticos, desde que comprovada a necessidade. As lanchonetes e bares do estádio estarão funcionando. Outra dica: jogue o lixo (embalagens, descartáveis e recipientes vazios) nas lixeiras. Assim você estará ajudando a manter o estádio limpo.

Objetos proibidos
Não será permitida a entrada com os seguintes objetos: armas ou objetos cortantes, latas, garrafas, substâncias inflamáveis, mastros de bandeiras, instrumentos de som (buzinas, caxirolas, megafones, tambores, vuvuzelas, entre outros), fogos de artifício e sinalizadores, além de guarda-chuvas. O que for recolhido não será devolvido ao torcedor.

Caneta de laser
Dispositivos que produzam raio laser e pontos de iluminação direta ou similares são proibidos, pois podem atrapalhar o andamento do jogo.

Câmeras fotográficas
Câmeras com lentes cambiáveis (como as utilizadas pelos profissionais) com acessórios para gravação de som e imagem de qualquer tipo com objetivo profissional, só com autorização prévia. As de uso amador estão liberadas.

Animais
Será proibido o acesso de cães ao estádio, exceto cão-guia, devidamente adestrado.

Assentos
Os lugares no estádio são marcados e setorizados. Fique atento ao setor e à numeração de sua cadeira em seu ingresso. Não é permitido mudar de lugar. O estádio não tem ponto cego. E para não atrapalhar a visão de quem está perto de você, assista ao jogo sentado.

Dicas ao torcedor:

1. Não ofenda, perturbe ou coloque em perigo outros torcedores;

2. Confira no ingresso o número do seu assento e ocupe o lugar marcado;

3. Mantenha livres todas as escadas de acesso e saídas de emergência;

4. Jogue o lixo, embalagens e recipientes vazios nos locais adequados;

5. Não fume dentro do estádio;

6. Não acesse o campo ou lance objetos na direção dos jogadores;

7. Assista ao jogo sentado para não atrapalhar a visão dos demais espectadores;

8. Não provoque, ameace ou discrimine as outras pessoas;

9. Não comercialize ou compre ingressos de cambistas;

10. Aproveite o jogo e faça a festa com segurança!

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Em obras

IMG_1596[1]

Noves fora alguns percalços já esperados, pode-se considerar o Brasil aprovado no amistoso com a Inglaterra. Tanto no teste de organização para a Copa das Confederações como no futebol do escrete de Felipão.

IMG_1564[1]

IMG_1566[1]IMG_1584[1]

Sim, havia entulho de obras no entorno do Maracanã. Alguns banheiros apresentaram problemas. Os orientadores não falavam inglês. Faltou comida em algumas lanchonetes. Quase 9 mil espectadores não constaram do público pagante. Certo. Todos esses problemas, tirante o último, são fáceis de resolver.

IMG_1573[1] IMG_1572[1] IMG_1587[1]

A bem da verdade, orientador poliglota e que, de fato, orienta é raridade nas arenas futebolísticas mundo afora. Quem foi ao superdesenvolvido Japão assistir ao Mundial de Clubes entenderá. Se faltou inglês aos instrutores do Maracanã, sobrou boa vontade, o que na maioria das vezes é mais útil.

IMG_1583[1] IMG_1578[1]

Se pelo lado de fora não impressiona, por dentro ficou belo o novo Mario Filho. Sem o charme de outrora, isso, porém,  nenhuma dessas novíssimas arenas terá. Resta conformar-se. O acesso ao estádio foi eficiente, diferentemente do que se deu na Arena Fonte Nova. Máquinas de raio-x, similares às dos aeroportos, agilizaram as revistas policiais. O metrô sai quase dentro do estádio. Na ida, tremenda mão na roda. Na volta, nem tanto. Superlotou.

IMG_1562[1] IMG_1563[1]

O clima entre as torcidas também foi ótimo. Ingleses beberrões e brasileiros confraternizaram antes e depois da peleja nos bares vizinhos ao campo. Duas horas antes da partida a GCM interrompeu a venda de bebida alcoólica nesses pontos. Houve reação dos comerciantes, rapidamente controlada.

IMG_1590[1] IMG_1565[1] IMG_1568[1]

Beleza, mas e a seleção? A despeito do empate, igualmente superou minhas expectativas. Dominou o primeiro tempo e, no segundo, embora tenha relaxado, fez dois gols trabalhados. Enfim, precisamos melhorar nos dois quesitos, organização dentro e fora das quatro linhas, porém já não parecemos estar tão distantes de uma aprovação como há meses atrás.

IMG_1585[1]

Este slideshow necessita de JavaScript.

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Brasil x Inglaterra, por Pixel Replay

Imagem

Na mesma linha do 8bit Football, já mostrado neste blog, o site Pixel Replay reproduz  lances marcantes, quase sempre gols, no formato 8 bits. O post mais recente é uma série de tentos – e a defesa de Gordon Banks – de Brasil x Inglaterra. De 1956 a 2002. Acima, o último da galeria, o score meio sem querer de Ronaldinho na Copa de 2002. Um esquenta para o amistoso entre as seleções neste domingo (02), na reabertura do Maracanã.

Imagem

Tommy Taylor, 1956

Imagem

Gordon Banks, 1970

Imagem

Jairzinho, 1970

Imagem

John Barnes, 1984

Imagem

Gary Lineker, 1992

Imagem

Graeme Le Saux, 1995

Imagem

Romário, 1997

Historicamente, os gols de Jairzinho e Ronaldo Gaúcho, em Copas do Mundo, são os mais relevantes. Mas, esteticamente falando, a meu ver perdem da fila feita por John Barnes no amistoso de 84 no Maracanã e do milagre de Banks na cabeçada de Pelé, em 70.

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Pra inglês ver

IMG_1526[1]

Já no Rio para o Brasil x Inglaterra deste domingo (02), reinauguração do Maracanã, tive uma surpresa. Está mais caro e difícil comprar ingresso para o amistoso pela internet do que diretamente nos pontos de venda.

Adquiri o meu pelo site Futebol Card. Quando o acessei restavam apenas os de R$ 300. Além da módica quantia, foi-me cobrada uma taxa de R$ 45. Pressupõe-se que por alguma benesse na hora de retirá-los.

Engano. Optei por buscá-los nas Laranjeiras. Fila imensa, porém esperada. A tal surpresa, no entanto, foi que no guichê destinado à venda de bilhetes, e não à retirada de quem já os tinha comprado via net, não tinha fila. E, pior, ainda restavam os tíquetes de R$ de 90 esgotados havia dias pelo site.

Ou seja, a taxa de R$ 45 é referente a quê?  Ao prazer de mofar duas horas na fila enquanto assisti a quem foi ao guichê conseguir tíquetes por preço menor e com menos espera? Faz sentido?

Não bastava o valor médio do ingresso para o duelo entre as mesmas seleções ser mais alto aqui no Brasil (R$ 166) do que no encontro de fevereiro em Wembley (R$ 155)?

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

Lendas das Copas, por Neil Stevens

Image

“Como contagem regressiva para a Copa do Mundo no Brasil 2014, criei retratos ilustrativos das lendas do torneio. Jogadores que iluminaram o mundo no maior palco do futebol”, disse Stevens ao site A Football Report.

Pelé, Diego Maradona, Johan Cruyff, Michel Platini, Bobby Charlton e Gary Lineker. Este é o volume um. Outros virão. Você pode encontrar mais do ótimo trabalho do artista aqui. E aí, qual preferiu?

ImageImageImageImage

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

 

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: