Estádios, por Lehel Kovács


HAMBURGO_LEHEL

Lehel Kovács é um saudosista. Romeno radicado em Budapeste, apegou-se na juventude ao Ferencvaros, time poderoso nos anos 60, época de ouro do futebol húngaro. A nostalgia está na arte de Lehel. As séries sobre ídolos e estádios históricos mostradas neste post são bons exemplos.

Ilustrador e designer gráfico freelancer, a lista de clientes do artista dispensa comentários: The New York Times, Rolling Stone, The Guardian e outros de igual quilate. Suas obras são como uma viagem no tempo. Linhas dos contornos feitas a lápis e cores criadas digitalmente e na aquarela.

MONUMENTAL_LEHEL

Confira na entrevista concedida ao blog como Lehel combina de forma atraente futebol e arte.

“Futebol é uma inspiração para mim. Desde criança sou grande fã. Nasci na Romênia, mas tenho nacionalidade húngara e moro em Budapeste desde os 16. Nasci em Cluj, maior cidade da Transilvania, que abriga dois clubes na primeira divisão. O CFR Cluj conquistou 3 títulos nos últimos 5 anos. Engraçado que eu jogava lá quando tinha uns 12 anos, mas naquela época o Cluj estava na terceira divisão. Obviamente é o meu time do coração.”

“Torço também para o Ferencvaros, clube de maior prestígio na Hungria. Brilharam nos anos 60, época de ouro do futebol húngaro. Infelizmente, nos dias de hoje não há muito do que se orgulhar no futebol do país. Embora lentamente as coisas pareçam estar melhorando. Há uma safra nova de jogadores talentosos, tanto que a seleção ainda briga pela classificação à Copa. Também começamos a construir estádios modernos.”

SANTIAGO_BERNABEU_LEHEL

“A série de pinturas sobre os estádios está em curso, de modo que posso incluir mais tarde alguns húngaros e brasileiros. O plano é chegar a 100. Os primeiros foram escolhidos com base nos projetos arquitetônicos diferenciados. Uso técnicas mistas em minhas obras. Os contornos desenho com lápis e as cores são criadas digitalmente e com aquarela.”

“Além das pinturas dos estádios, tenho uma série de ídolos do passado. Certamente entrarão brasileiros. Devo inclusive produzir uma exclusiva sobre o Pelé. Gosto demais do futebol brasileiro, por sinal fiquei feliz que bateram a Espanha na Copa das Confederações. Neymar foi impressionante, estou curioso sobre como vai jogar no Barcelona.”

Para ver mais do trabalho de Lehel clique aqui.

CURTA NO FACEBOOK

SIGA NO TWITTER

2 pensamentos sobre “Estádios, por Lehel Kovács

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: