Cara ou coroa


É normal, o torcedor costuma procurar culpados pelas derrotas de seu time. Já o santista, não mais. Execra Paulo Henrique Ganso sumariamente. Se o meia, em litígio com o clube, faz ou não por merecer pouco importa. Nesta quarta foi chamado de mercenário e alvo de chuva de moedas após o revés alvinegro contra o Bahia, na Vila. Pelo que jogou, diga-se, não mereceu a represália.

Ao final do jogo Muricy Ramalho pediu aos jogadores que saíssem juntos de campo, antevendo a cólera da massa contra seu 10. Mas o próprio Ganso não se preocupou. Desgarrou-se do grupo que o amparava para atender à imprensa antes de descer ao vestiário. Pediu pra levar moeda na cabeça.

Na coletiva, Muricy voltou a defendê-lo. Disse aos repórteres que Ganso atuou bem, que não se escondeu da partida e coisa e tal. Em vão. O problema é que a discussão não é mais essa. A paciência da galera com o jogador acabou. Logo, o melhor que ele faz é seguir atrás das moedas que julga merecer.

SIGA NO TWITTER

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: