Cannoli eterno


Antônio Pereira Garcia já foi pauta de dezenas de reportagens. Em breve o vendedor dos famosos cannoli do estádio da Rua Javari irá além: será personagem de livro. Em parceria com o Sesc, o Museu da Pessoa está produzindo “Memórias do Comércio da Cidade de São Paulo”. A obra vai reunir histórias de vida de 72 tradicionais comerciantes da capital paulista.

Há 41 anos, desde 1970, Antônio vende seus cones  recheados de creme ou chocolate nos jogos do Juventus. Hoje, aos 61, esbanja agilidade para dar conta da galera que se espreme em torno do isopor de doces no intervalo e no fim das pelejas. “Quanto tá o jogo, hein?”, pergunta entre uma venda e outra. Em dias bons saem quase 400 cannoli, a R$ 2 a unidade.

“Nos tempos de primeira divisão vendia mais de 500”, lembra. Ontem, durante Juventus e Red Bull (Copa Paulista), o vendedor posou para Arnaldo Pereira, fotógrafo contratado pelo museu para retratar os personagens. O livro deve ficar pronto no meio de 2012. Uma edição similar, com os comerciantes de Campinas, já foi lançada. Em tempo, seu Antônio, o jogo acabou 1 a 1.

SIGA NO TWITTER

2 pensamentos sobre “Cannoli eterno

  1. Esse homem é um verdadeiro exemplo de garra, honestidade e fé! Tenho orgulho de ser sua sobrinha! Que Deus a abençoe imensamente! Te amo muito, tio!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: